quarta-feira, 19 de março de 2014

DICAS PARA TRABALHOS ACADEMICOS CONFORME ABNT.

Para a elaboração dos trabalhos acadêmicos devem ser observadas duas questões fundamentais:

1) Se o trabalho obedecer às normas da ABNT (em especial para citação dos autores e referência aos livros/artigos usados no trabalho)
2) Se todos os parágrafos foram creditados aos autores da idéia neles reproduzidas.

Esta questão é muito importante e devemos lembrar que o plágio é crime contra a propriedade intelectual!!!

No Código Penal em vigor, no Título sobre Crimes Contra a Propriedade Intelectual, há a previsão de crime de violação de direito autoral, diz o artigo Artigo 184: "Violar direito autoral: Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa".

Portanto, a cópia de internet de trechos ou do total de sites que caracterizarem "copiar e colar" é considerada plágio e o trabalhos poderão ser desqualificados.

Como destacado, deve ser dada atenção especial às referências aos autores no padrão da ABNT nas atividades a serem entregues, não só para esta disciplina, mas em todos os trabalhos acadêmicos que realizarem.

Além de seguirmos as regras da ABNT, a questão da violação de direitos autorais através de plágio na internet é muito séria... Apesar da facilidade de alcance de informações com a popularização da internet e a democratização ao acesso à informação, não se pode negar que seja essa uma importante fonte de informações. Mas deve-se ter muito cuidado com o chamado e reprovável "recorta e cola"!!!

Os princípios de elaboração de um texto inovador e original não podem ser esquecidos ou ceder ao plágio, que pode estar no texto de forma explícita ou dissimulada, revestido de sutilezas.

O aluno deve ser consciente e ter convicção que o verdadeiro conhecimento decorre sempre da ética, nunca cedendo ao plágio, o qual, além de um ato ilícito civilmente, recobre-se de reprovação moral.


Dicas para um bom trabalho

Para evitar a situação que caracteriza plágio, o ideal é fazer referência aos livros e artigos utilizados, ou seja, ao escrever as idéias do autor com suas próprias palavras no trabalho, não deixar de menciona-lo no seu texto, atribuindo-lhe a devida autoria.

A melhor forma de realizar um trabalho capaz de demonstrar todo o potencial e capacidade criativa de vocês, é bem simples:

Observar as normas da ABNT para referências (diretas e indiretas), com a devida indicação de autoria (nome do autor, ano de publicação do livro e página).

Não deixar um parágrafo com conteúdo sem referência! Qualquer definição, conceito, argumentação ou equação matemática que forem citados na fundamentação teórica deverá necessariamente ter uma fonte como referência.

A seguir, um resumo das normas da ABNT para apresentação gráfica e apresentação das citações.
 

Apresentação gráfica (NBR 14724:2005)

O estilo gráfico é de total responsabilidade do autor do trabalho, que deve seguir as normas da ABNT.
- Os textos devem ser apresentados em papel branco, formato A4 (21 cm x 29,7cm), impresso somente de um lado da folha (anverso)

- A cor da fonte deve ser preta (com exceção das ilustrações)
Uso das fontes

a) fonte: "Times New Roman", "Arial" ou "Verdana"
b) título da capa e folha de rosto: fontes de 14 a 18

c) corpo do texto: fonte 12
d) título da seção ou capítulo: fonte 14

e) subtítulo: fonte 12
f) nota de rodapé: fonte 10

g) fonte bibliográfica de ilustrações e tabelas: fonte 10
h) títulos de ilustrações e tabelas: fonte 11 negritado

i) citações longas: fonte 10.
- Número de página: a paginação deve constar no canto superior direito.

- Espaço 1,5 entrelinhas, (pode apresentar 6 pt antes e 6 pt depois).
- Exceções: Serão digitados em espaçamento simples as citações de mais de três linhas, as notas de rodapé, as referências e as legendas das ilustrações/tabelas.

- Os títulos das subseções devem ser separados do texto que os precede ou que os sucede por dois espaços 1,5.
- Recuo na primeira linha do parágrafo em 2,0 cm, ou seja, os parágrafos iniciam-se oito espaços para dentro em relação à margem esquerda.

- Texto justificado à direita
- Margens: a) Esquerda e Superior = 3,0 cm; b) Direita e Inferior = 2,0 cm

- Os títulos dos capítulos podem constar em letras maiúsculas, em negrito e nº 14.
- Os subtítulos devem estar em letras minúsculas (só a primeira em maiúscula) e em negrito

- Citações textuais com mais de 3 linhas: Recuo de 4,0 cm da margem esquerda, justificado, espaço simples, letra nº 10.
- Referências devem estar completas: AUTOR; Obra, Edição, Cidade, Editora e Ano.

- As referências devem estar em ordem alfabética pelo sobrenome do autor.
- Escolher um único sistema para fazer as referências no corpo do texto: Sistema Autor-data ou Notas de Rodapé de Referências.

- Numeração: Todas as folhas a partir da folha de rosto devem ser contadas, porém não numeradas. A numeração dever ser indicada a partir da INTRODUÇÃO, no canto superior direito.
- Abreviaturas e siglas: Quando aparecem pela primeira vez no texto, deve-se colocar seu nome por extenso, acrescentando-se a sigla entre parênteses.

- As siglas que fazem parte do texto da monografia devem aparecer na primeira ocorrência, com a indicação do nome completo por extenso, seguido da sigla entre parênteses. A partir da segunda ocorrência, usar somente a sigla.
- Os capítulos devem sempre ser iniciados numa nova página mesmo que sobre espaço suficiente na página que termina o capítulo anterior, situando-se os títulos de forma centralizada na folha e numerados em algarismos romanos: Capítulo I.

- Os subtítulos e subdivisões são escritos de forma homogênea que os realcem devidamente; os espaços que os separam dos textos são maiores e proporcionais; são também numerados conforme a técnica dos números pontuados: 2.1, 2.1.1 etc. Não precisam iniciar-se em nova página.
- Para especificar tópicos no interior destas subdivisões usam-se algarismos ou letras, fechados em meio-parênteses: 1) a) etc., evitando exageros com a formação de séries de números pontuados muito longas.


Apresentação das citações (NBR 10520:2002)

          
O autor deverá escolher qual o tipo de chamada usará, sendo que os estilos não devem ser misturados:

·         Autor-data: quando a chamada para a citação é feita pelo sobrenome do autor e a data de publicação

·         Numérico ou sistema nota de rodapé: quando a chamada é feita pelo número correspondente na lista de referências bibliográficas, previamente alfabetada.

A citação é uma menção, no texto, de uma informação colhida em documentos pesquisados. A sua função consiste em sustentar o raciocínio do autor no decorrer do trabalho, tem por finalidade, exemplificar, esclarecer, confirmar, documentar, ilustrar e sustentar, etc. Em outras palavras, são trechos de obras de outros autores inseridos ao longo do texto que conferem maior confiabilidade ao trabalho, esclarecendo ou complementando o que esta sendo apresentado.
As citações podem ser: diretas (textuais) ou indiretas (livres).

A.    
diretas consistem em uma transcrição exata de parte da obra do autor consultado. É reproduzida entre aspas duplas exatamente como consta do original, acompanhadas de informações sobre a fonte, com indicação da página.

Quando até três linhas são inseridas no texto, entre aspas. Exemplo:
"No Brasil, o estudo profissionalizante inibe o acesso à universidade". (FERRAZ, 1995, p.20).

           Quando mais de três linhas, devem constituir um parágrafo independente, recuo 4 cm da margem esquerda (deslocamento da citação), com tamanho de letra menor do que o utilizado no texto e com o espaçamento simples entre linhas, dispensando as aspas, nesse caso. Exemplo:
           A teleconferência permite ao indivíduo participar de um encontro nacional ou regional sem a necessidade de deixar seu local de origem. Dentre os tipos comuns de teleconferência e que merecem destaque nos tempos atuais está o uso da televisão, telefone e computador. (NICHOLS, 1993, p. 181).

A.    
indiretas consistem no texto baseado na obra do autor consultado. Conhecida também como citação em síntese, são livres de aspas, devendo traduzir com fidelidade o sentido do texto original. Exemplo:

           Como lembra Martins (1984), o futuro desenvolvimento da informação está cada dia mais dependente de um plano unificado de normalização.

ou:
O futuro desenvolvimento da informação está cada dia mais dependente de um plano unificado de normalização (MARTINS, 1984).


Citação de citação

          
É a transcrição de uma citação existente em uma obra consultada. Só deverá ser feita quando for impossível consultar a obra que contém o texto original da citação e deve ser destacada por aspas simples.

- No texto: Citar o sobrenome do autor do documento não consultado, seguido das expressões: citado por ou apud, e o sobrenome do autor do documento efetivamente consultado. Exemplo:

Marinho¹ (citado por Marconi e Lakatos, 1982), apresenta a formulação do problema como uma fase de pesquisa que, sendo bem delimitado, simplifica e facilita a maneira de conduzir a investigação.
- No rodapé: Mencionar os dados do documento original (não lido). Esta referência não fará parte da lista no final do trabalho com indicação da bibliografia e sim o autor lido que fez esta menção.Exemplo:

__________________
¹ MARINHO, Pedro. A pesquisa em ciências humanas. Petrópolis Vozes, 1980.


Apresentação das referências (NBR 6023:2002)

·         Livro no todo

AUTOR(es)//Título:/subtítulo (se houver).//Indicação de responsabilidade se houver).//Edição.//Local:/Editora,/Ano.//Dados complementares (características físicas, Coleção, notas e ISBN)
Exemplo - 1 autor:

MARION, J. C. Contabilidade básica - caderno de exercícios. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2005.

Exemplo - 2 autores:

BERNARDES, C.; MARCONDES, R. C. Sociologia aplicada à administração. 6. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

Exemplo – 3 autores:

BIDERMAN, C.; COZAC, L. F. L.; REGO, J. M. Conversas com economistas brasileiros. 2.ed. São Paulo: Ed. 34, 1997.

Exemplo - Mais de 03 autores (nestes casos, acrescenta-se a expressão et al, após o primeiro autor):

SLACK, N. et al. Administração da produção. São Paulo: Atlas, 1997
Exemplo - Nome composto

VEIGA FILHO, Manoel. Tratado de Economia do Trabalho. Lisboa: Limiar, 1987.
·         Monografias, Teses e Dissertações

CARTONI, D. M. Organização do trabalho e gestão da inovação : estudo de caso numa industria petroquÍmica brasileira. 2002. 142f. Dissertação (Mestrado em Política Científica e Tecnológica) – Instituto de Geociência, Universidade de Campinas, Campinas/SP.
·         Manual e Relatório

BRASÍLIA. Ministério da Fazenda. Secretaria do Tesouro Nacional. Sistema integrado de administração financeira do governo federal. Brasília, 1996. 162 p. (Manual SIAF, 5).
·         Parte de monografia

AUTOR(es).//Título:/subtítulo da parte(se houver).//In:/Referência completa da monografia no todo.//informar ao final a paginação correspondente à parte.

Capítulo de livro

LEITE, Eduardo de Oliveira. A família monoparental como entidade familiar. In: Teresa Arruda Alvim (coord). Repertório de Jurisprudência e Doutrina sobre Direito da Família. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1995, p 44-70.

·         Informações retiradas da Internet

AUTOR(es).//Título:/subtítulo da parte ou do todo .//Edição.//Local:/Editora, /Data.//Descrição física do meio ou suporte.
No caso de documentos online, apresentar a URL entre os sinais <> precedido da expressão "Disponível em:" finalizando com a data de acesso como mostra o exemplo abaixo.

ENCICLOPÉDIA da música brasileira. São Paulo, 1998. Disponível em: <http://www.uol.com.br/encmusical/>. Acesso em: 16 ago. 2001.

Exemplo - Artigos de Periódicos (On-line)

MALOFF, Joel. A internet e o valor da "internetização". Ciência da Informação, Brasília, v. 26, n. 3, 1997. Disponível em: <http://www.ibict.br/cionline/>. Acesso em: 18 maio 1998.

Exemplo - Artigos de Jornais (On-line)

TAVES, Rodrigo França. Ministério corta pagamento de 46,5 mil professores. Globo, Rio de Janeiro, 19 maio 1998. Disponível em:<http://www.oglobo.com.br/>. Acesso em: 19 maio de 1998.
·         Publicação periódica

TÍTULO.//Local de publicação:/Editora,/Data de ínicio da coleção e encerramento (quando houver).//Periodicidade.//ISSN.

REVISTA BRASILEIRA DE ECONOMIA. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1947- . Trimestral. ISSN 0034-7140.

·         Parte de publicação periódica

AUTOR(es).//Título do artigo:/subtítulo quando houver.//Título da publicação.//volume, número,/página inicial e final do artigo.//Data de publicação

REZENDE, C. S.; REZENDE, W. W. Intoxicações exógenas. Revista Brasileira de Medicina . v. 59, n. 1/2, p. 17-25. jan./fev. 2002.

·         Autor entidade coletiva (associações, empresas, instituições)

Exemplo:
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Instituto Astronômico e Geográfico. Anuário astronômico. São Paulo, 1988. 279 p.

BIBLIOTECA NACIONAL (Brasil). Bibliografia do folclore brasileiro. Rio de Janeiro: Divisão de Publicações, 1971.
·         Leis e Decretos

Nome do País (Estado ou município). Título e nº. Data do documento legislativo. Ementa. Publicação (para divulgação)
         I.          
BRASIL. Decreto n. 76.924, de dezembro de 1975. Regulamenta a concessão de que trata o art. 5º da Lei n. 6.128, de 11 de agosto de 1974, que dispõe sobre as Autarquias Federais de Serviço Social da União e dá outras providências. Diário Oficial, Brasília, 29 de dezembro de 1975, p. 47.

·         Trabalhos apresentados em congressos

SILVEIRA, Ruth Garcia. Gestão financeira e técnicas de análise de risco. In.: ENCONTRO NACIONAL DE FINANÇAS APLICADAS, 12, 2001, Fortaleza. Anais do 12o. Encontro Nacional de Finanças Aplicadas. Fortaleza, ANE, 2001.
·         Artigos em periódicos

A.    
ArtigoRevista. Local: Editora, volume, número, página, data e ano.

BUARQUE, C. Uma revolução no ensino. Revista Ensino Superior, São Paulo, ano 5, n. 59, p. 30-34, ago. 2003.
Sem autoria

RESPONSABILIDADE e sensatezConjuntura Econômica, Rio de Janeiro, v. 57, n. 1, p. 6-9, jan. 2004.

Via: Administradores/Adaptado